Unidos pelos laços de amor.

Escrito por: David Mukasey - 27/01/2021

Com a passagem de nosso ente querido para espiritualidade
estamos ligados a eles pelos laços de afeição, carinho e amor.




A “morte” não rompe os laços de amor com nossos parentes
desencarnados.




Com o nosso pensamento e oração podemos envolver nosso
querido ente em muito amor, ternura e boas vibrações.




Deus em sua infinita misericórdia nos prove o mecanismo da
prece, que certamente chega até o seu endereço sem falhas.


 Através deste
instrumento podemos tecer aos nossos entes todo o amor que está se acumulando
em nosso peito confortando aquele que se foi.




Nossos parentes também sentem muita saudades nossas da mesma
maneira que nos sentimos, porem alguns mais esclarecidos deixam de sofrer por
conhecer as leis que regem nosso universo, a vontade de Deus e toda sua
providencia.




Podemos ainda receber noticias de nossos parentes através da
mediunidade as mais comuns são a psicofonia(espírito “fala” através de um médium)
e a psicografia (espírito escreve uma carta através de um médium).




Podemos ainda nos comunicar com eles escrevendo cartas e
colocando nas caixas de vibrações presentes em cada centro espírita.




Os recursos podem não ser de seu agrado, mas eles existem e
Deus permite que usemos estes recursos o quanto quisermos, portanto aproveitemos
estas bênçãos.




Podemos estar sofrendo hoje por essa momentânea separação,
mas esta dor não durará a eternidade, cada segundo que passa mais nos aproxima
do grande dia, o dia do reencontro.



 



 


Se você gostou do artigo, ele é assinado pelo terapeuta:

 David Mukasey

Contate-o para mais detalhes ou terapias.
O conteúdo acima é de total responsabilidade do terapeuta afiliado que assina o mesmo, qualquer irregularidade comunique-nos através do link contato.
O Portal EnergiaEssencial.com.br não se responsabiliza pelo conteúdo acima postado.

Consulte sempre seu médico, não aconselhamos interrupções nos tratamentos médicos, a terapia holística não subsititui a medicina tradicional mas é tratamento auxiliar.


Compartilhar no Facebook