3 pequenos passos para felicidade

Escrito por: David Mukasey - 04/03/2018

Olá, neste artigo iremos abordar coisas muito simples de serem feitas para atingirmos um estado de equilíbrio
que em meio a turbulenta vida que levamos podemos chamar de uma felicidade relativa.

1º. Passo: Não aumente o tamanho real dos problemas.

Nossa visão sobre um problema pode estar desajustada, geralmente os problemas não são tão grandes quanto dimensionamos.
Faça este pequeno teste sinceramente:
Responda: O mundo é mais bom ou mais mau?
Se a resposta for mais mau, responda: De todas as pessoas que conheço quantas são bandidos e quantas não são?
Geralmente a resposta é que a maioria não são bandidos, assassinos, estupradores etc...trazendo para nós que o mundo é mais
bom que mau.
Vemos ai que nossa perspectiva de mundo está desajustada, mas quando paramos para meditar as coisas se ajustam de fato.
Se a resposta for que bandidos no seu rol de amizades são a maioria então está na hora de mudar as amizades.

Ajustando nosso campo de visão para a realidade sem nossas interferências mentais, podemos dimensionar o problema
como ele se apresenta e não como nós achamos que é.
 

2º. Passo: Instale a cura invertendo a polaridade.

Tudo é uma questão de polaridade (positivo e negativo)
A sabedoria oriental do TAO nos orienta quanto a existencia de polaridades antagonicas que existem para compor
o equilíbrio, então temos:

Homem - Mulher
Positivo - Negativo
Amor - Ódio
Saúde - Doença

A doença provem de uma mente desajustada ("Mens Sana in corpore sano" / Uma mente sã e um corpo são)
Geralmente a mente de um doente vibra na polaridade da negatividade e por isso o corpo somatiza as doenças.
Pois o pensamento que também tem energia precisa se instalar em algum lugar do corpo.
Pode ser instalado na forma de doenças em todas as partes do corpo, órgãos vitais, músculos, ossos etc...

A mesma energia empregada em se alimentar de pensamentos negativos pode ser polarizada e transmutada em pensamentos positivos, de cura, de equilíbrio, de harmonia, de paz interior.

Mude a chave.


3º. Passo: Seja você, aceite-se com és.

Viemos até este mundo para aprender, somos aprendizes!
E aprendizes erram por não terem o domínio dos mestres.
Portanto errará muitas e muitas vezes.
O mais importante é aprender com os erros, pois enquanto o aprendiz não aprende ele repetirá muitas e muitas vezes
a mesma lição, assim como na escola.

Aceite-se como aprendiz, isso diminui a carga, ou melhor sua perspectiva.
Deus o entende e compreende como aprendiz.
Então porque ser de fato um aprendiz e se cobrar como mestre?
Os mestres não cobram, compreendem.
Compreenda-se.
Ame-se com bondade amorosa.



Se você gostou do artigo, ele é assinado pelo terapeuta:

 David Mukasey

Contate-o para mais detalhes ou terapias.
O conteúdo acima é de total responsabilidade do terapeuta afiliado que assina o mesmo, qualquer irregularidade comunique-nos através do link contato.
O Portal EnergiaEssencial.com.br não se responsabiliza pelo conteúdo acima postado.

Consulte sempre seu médico, não aconselhamos interrupções nos tratamentos médicos, a terapia holística não subsititui a medicina tradicional mas é tratamento auxiliar.


Compartilhar no Facebook